Roteiro de surfe Peniche: verdadeiro paraíso de ondas

Você, surfista de qualquer lugar do mundo, provavelmente já ouviu falar em Peniche. A cidade além de abrigar uma das etapas do circuito mundial, que ocorre em Supertubos, oferece outros locais ao longo da costa com ondas perfeitas

Peniche já foi uma ilha, mas com a ação dos ventos e as mudanças de maré tornou-se península. Por isso, quem vem surfar aqui precisa ficar de olho na direção do vento, já que terral (vento que sopra da praia para o mar) de um lado significa maral (contrário de terral, do mar para a praia) de outro.

Sobre ventos

Os ventos de quadrante Norte significam terral em Supertubos, Molhe Leste, Consolação e bancadas mais ao sul.

Já os ventos de Sul beneficiam Praia Norte, Baleal, Lagide, Almagreira e Belgas.

Saiba mais sobre os principais locais para surfar em Peniche

Supertubos: um dos mais famosos e talvez melhores tubos do mundo. O local oferece fundo de areia e está localizado na Zona de Reserva Ecológica. Além de receber etapa do circuito mundial (CT) da WSL (Liga Mundial de Surfe) é bastante frequentada por bodyboards.

Melhor momento da maré: vazia enchendo

Swell (ondulação favorável): variantes de oeste

Vento ideal: leste e quadrante norte

Altura máxima das ondas: acima de três metros

Mari nos enviou uma foto do namorado, o surfista Bernardo fazendo a cabeça em Supertubos. Foto Luke Dawson.

Molhe Leste:  o pico oferece ondas para ambos lados, direita e esquerdas, sendo as direitas consideradas mais longas e por isso melhores. O fundo é de areia e o visual tem ao fundo Molhe, ou cais como chamamos no Brasil.

Melhor momento da maré: meia maré enchendo

Swell: oeste e sul

Vento: leste e quadrante norte

Altura máxima das ondas: até 3 metros

Consolação: onda extensa sobre fundo de pedra. É uma onda mais cheia, menos tubular e por isso ideal para manobras clássicas, como a batida, o cutback e a rasgada, por exemplo. Vale dizer que todo cuidado é pouco para entrar e sair do mar nesse pico, já que em meio às rochas exige-se todo cuidado (e o mínimo de conhecimento sobre o lugar).

Melhor momento da maré: cheia

Swell ideal: oeste

Vento: leste e norte

Altura máxima das ondas: acima de três metros

 

Porto Batel: a praia oferece ambas direções de onda (direita e esquerda) e  funciona bem com swell grande.

Melhor momento da maré: cheia

Ondulação (swell) ideal: norte

Ventos: leste e norte

Altura máximas das ondas: acima de três metros

 

Praia Norte: a praia é extensa e abrange Peniche à Baleal, oferecendo diversas bancadas que formam ondas longas e manobráveis. Muito frequentada por educadores e professores de surfe. Também funciona com grandes ondulações.

Melhor momento da maré: cheia

Ondulação ideal: norte

Ventos: leste e nordeste

Altura máxima das ondas: acima dos três metros

Lagide: muito frequentada por iniciantes, tem ondas mais cheias e muito extensas.

Melhor momento da maré: vazia enchendo

Ondulação ideal: noroeste e nordeste

Ventos: oeste e quadrante sul

Altura máxima de onda: acima dos 4 metros

 

Praia da Almagreira: fundo de areia com bancadas de ondas em ambas direções, direitas e esquerdas, que em dias clássicos são longas e tubulares.

Melhor momento da maré: meia enchendo

Ondulação ideal: norte e noroeste

Ventos: leste e quadrante sul

Altura máxima das ondas: acima dos 2 metros

Belgas: fundo de areia com vários picos de direitas e esquerdas e com pouco crowd (grupo de surfistas disputando a mesma onda). É uma onda forte e nos dias clássicos proporciona muitos tubos.

Melhor maré: todas

Ondulação ideal: norte

Ventos: leste e quadrante sul

Altura máximas das ondas: acima dos 2 metros

 

Por Mariana Broggi

 

Autor: origemsurf

Compartilhe esse Post

18 Comentários

  1. Tudo muito bem explicadinho nos seus miiiinimos detalhes! Parabéns

    Poste um comentário
  2. Otimo texto, super didatico, pena eu não saber surfar.

    Poste um comentário
    • Oi, Fabiola
      Ficamos contentes em saber que o texto está didático 😉

      Poste um comentário
  3. Adorei a matéria. Me despertou a vontade de estar aí. Descendo essas ondas. Beijo grande.Parabens!

    Poste um comentário
  4. Tava pensando num lugar maneiro pra viajar e me amarrei em Peniche só de ler esse post. Valeu!

    Poste um comentário
    • Boa, Carlos! Peniche te espera 🙂 boas ondas!

      Poste um comentário
  5. Adorei! Tudo muito bem explicado. Facil de interpretar. Parabéns

    Poste um comentário
    • Oi, Ana, deixa eu te perguntar, os outros textos são difíceis de entender?! rs reparei que quase todos os comentários relacionados a esse post são relacionados à facilidade de compreensão… obrigada 😉

      Poste um comentário
  6. Porquê que não vão vender a buceta da vossa mãe?

    Poste um comentário
  7. Só se esqueceram de mencionar as piranhas que existem FORA DE ÁGUA!!! O melhor mesmo, É MANTEREM-SE LONGE!!! E em Peniche faz frio…

    Poste um comentário
  8. Peguei boas ondas em Peniche (supertubos), no entanto quebraram meu carro no porto batel e tem muita praia e pico só para locais e eles são foda…prefiro a Ericeira.

    Poste um comentário
  9. Tive lá e as ondas não são assim tao boas, claro que quando da bom da umas mas é raro, não compensa ir lá lidar com os locais, e fui aqui a um spot mencionado onde fui logo expulso pelos locais, nem na água entrei, são muito agressivos, fugi logo.

    Poste um comentário
  10. Estive lá e até dá umas ondinhas mas nada de espetacular .
    Crowd horrivel ,sempre vento , com nuvens e nevoeiro . Para alojamento é muito caro . Super Tubos tem tanto Crowd mesmo com ondas de merda que é impossivel surfar.
    Na minha opinião não val a pena .

    Poste um comentário
  11. Opiniões divergentes são sempre bem vindas, e que bom que tem gosto pra tudo. Mas que pena que tem gente que não sabe se colocar com respeito… Ótimo texto, didático até para quem é leigo. Valeu!

    Poste um comentário
  12. Cara aquilo é bonito mas é muito foda mesmo, para quem gosta de surfar nos supertubos praia muito grande mas com locais muito complicados, convidaram me para surfar mas nao me deixaram apanhar onda nenhuma e ainda me queriam quebrar a cara, só porque tentei pegar uma onda.

    Poste um comentário
  13. Primeira vez que tentei surfar em Supertubos, me estava aprontando para entrar na água quando um cara se aproximou de mim e me perguntou o que estava fazendo. Ele até que foi meio educado sabe, mas quando lhe disse que ia surfar, ele me convidou a voltar atrás porque estava cheio de locais dentro de água e poderia ter problemas e que até já tinham quebrado o nariz quebrado. Me sugeriu procurar onda na Ericeira onde todo o mundo é mais legal. Até que foi maneiro… mas fiquei com medo de voltar lá gente!

    Poste um comentário
  14. Uhuuulll! Que vibe, quero ir a Peniche! Parece ser o paraíso das ondas, chegando c jeitinho td mundo tira onda! ✨ Ótimo texto, adorei saber um pouco mais sobre Portugal!

    Poste um comentário

Trackbacks/Pingbacks

  1. Roteiro de surfe Peniche: verdadeiro paraíso de ondas | Notícias Legais - […] minutos atrás foi postado pelo site Folha a informação “Roteiro de surfe Peniche: verdadeiro paraíso de […]
  2. Roteiro de surfe Peniche: verdadeiro paraíso de ondas - Portal Nova Contagem - […] <p>Você, surfista de qualquer lugar do mundo, provavelmente já ouviu falar em Peniche. A cidade além de abrigar uma…
  3. Roteiro de surfe Peniche: verdadeiro paraíso de ondas - Portal do Campo Grande - […] Surf</a>.</p> … Leia post completo no blog Leia mais (01/22/2019 – 11h46) Source: […]

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *