Uma das etapas da segunda divisão do surfe (QS) mais aguardadas do ano, o Vans Us Open agita as areias e mares da costa oeste dos Estados Unidos

Por Janaína Pedroso

O evento, que vale 10 mil pontos no ranking, ocorre todos os anos no píer de Huntington Beach, Los Angeles e dá 100 mil dólares ao primeiro colocado.

Trials Masculino QS Vans Open of Surfing

Realizado antes das baterias oficiais do evento, os trials é considerado uma incrível oportunidade para os novatos ingressarem na competição.

Entre os 32 surfistas que participaram dos trials, apenas dois eram brasileiros, os paulistas David do Carmo, da Praia Grande e Robson Santos de São Sebastião.

Santos deu adeus a chance logo de cara em uma bateria muito disputada, terminando em 3º com 10.97 de somatório.

Já David do Carmo fez uma campanha eletrizante e só parou na final dos Trials. Depois de passar em primeiro lugar nas últimas três disputas (round 1, quartas, semis), o paulista não se achou e acabou em quarto lugar e 6.43 de somatório.

Brasileiros na Disputa

Tem muito onda para rolar e muitos brasileiros ainda seguem na disputa. Como é o caso de Adriano de Souza, Yago Dora e Heitor Alves que já estão garantidos para a próxima fase.

Os destaques da primeira etapa do evento ficaram por conta do novato Matheus Herdy e Marcos Correa, que compete pela primeira vez no evento.

Apesar de ter abandonado a disputa, Herdy deu um show de surfe com direito a aéreo reverse, clique aqui e confira!

Os brasileiros Alejo Muniz, Bino Lopes, Deivid Silva,  Flavio Nagagima, Hizunomê Bettero, Ian Gouveia, Italo Ferreira, Jadson André, Lucas Silveira, Luel Felipe, Marcos Corrêa, Michael Rodrigues, Miguel Pupo, Peterson Crisanto, Rafael Teixeira, Thiago Camarão, Tomas Hermes e Victor Bernardo ainda aguardam para competir.

O que vem por aí:

Confira as próximas baterias do eventos!

Bateria 9: Frederico Morais (PRT), Deivid Silva (BRA), Victor Bernardo (BRA), Joh Azuchi (JPN)

Bateria 10: Ezekiel Lau (HAW), Jorgann Couzinet (FRA), Noe Mar McGonagle (CRI), Mitch Crews (AUS)

Bateria 11: Ian Gouveia (BRA), Miguel Pupo (BRA), Rafael Teixeira (BRA), Cam Richards (USA)

Bateria 12: Luel Felipe (BRA), Bino Lopes (BRA), Thiago Camarao (BRA), Finn McGill (HAW)

Bateria 13: Italo Ferreira (BRA), Hiroto Ohhara (JPN), Flavio Nakagima (BRA), Beyrick De Vries (ZAF)

Bateria 14: Joan Duru (FRA), Jadson Andre (BRA), Gony Zubizarreta (ESP), Hiroto Arai (JPN)

Bateria 15: Sebastian Zeitz (HAW), Peterson Crisanto (BRA), Kiron Jabour (HAW), Tanner Hendrickson (HAW)

Bateria 16: Jeremy Flores (FRA), Ricardo Christie (NZL), Charly Martin (FRA), Mihimana Braye (PYF)

Bateria 17: Michael Rodrigues (BRA), Seth Moniz (HAW), Soli Bailey (AUS), Cody Young (HAW)

Bateria 18: Connor O’Leary (AUS), Jack Freestone (AUS), Mitch Coleborn (AUS), Matt Banting (AUS)

Bateria 19: Patrick Gudauskas (USA), Ethan Ewing (AUS), Lucas Silveira (BRA), Brett Simpson (USA)

Bateria 20: Conner Coffin (USA), Maxime Huscenot (FRA), Cooper Chapman (AUS), Parker Coffin (USA)

Bateria 21: Kanoa Igarashi (JPN), Nat Young (USA), Aritz Aranburu (ESP), Timothee Bisso (FRA)

Bateria 22: Tomas Hermes (BRA), Alejo Muniz (BRA), Ian Crane (USA), Marcos Correa (BRA)

Bateria 23: Michael February (ZAF), Leonardo Fioravanti (ITA), Benji Brand (HAW), Hizunome Bettero (BRA)

Bateria 24: Wade Carmichael (AUS), Evan Geiselman (USA), Davey Cathels (AUS), Kyuss King (AUS)

Quem será o felizardo que vai faturar a bagatela de 100 mil dólares?

Adriano de Souza avança no Vans Open of Surfing em Huntington Beach. WSL / Rowland.

Reconhecida como a maior competição esportiva profissional e festival de esportes de ação do mundo, a Vans US Open de Surf atualmente é sancionada e operada pela World Surf League sob licença da IMG, proprietária do evento. Para mais informações visite VansUSOpenofSurfing.com.