Geovane Ferreira: do sonho à realidade

Por Janaína Pedroso

Se pudéssemos definir a história do talentoso Geovane Ferreira, 25 anos, em uma só palavra, talvez fosse superação.

O menino que cresceu nas ruas de terra batida do bairro da Estufa 1, em Ubatuba, convive desde o nascimento com a falta de oportunidade.

Acostumado a ver os amigos brilhando em campeonatos e viagens internacionais, Tchuca, como é conhecido, hoje tem finalmente, sua foto estampada nas páginas do site da Liga Mundial de Surfe e vive seu melhor momento profissional.

As ruas da Estufa 1, onde Geovane cresceu. Google Earth.

Geovane conquistou uma vaga para o Isa Games do Japão, e atualmente, está na França para disputar duas importantes etapas do QS.

Ainda na Europa, Geovane também participa da etapa espanhola, a Pantin Classic Galicia Pro que ocorre esse mês.

Volta por cima

Quem vê Geovane hoje, surfando à vontade e confiante nos mares franceses, não imagina que no começo deste ano ele pensou em abandonar o esporte.

“O começo do ano foi muito difícil, eu andava muito triste, reconhecia meu talento, mas a falta de oportunidade estava me deixando pra baixo.”

Noites em claro, ajuda dos amigos, muita força de vontade para virar o jogo e a receita parece ter dado certo.

“Foram muitas noites chorando, mas graças a Deus e aos amigos mudei essa história, acho importante falar sobre isso porque talvez alguém esteja passando pela mesma situação. Você precisa acreditar no propósito que Deus pois na sua vida e ter força pra continuar, quando você está mal fica sem energia e o mais fácil nessa hora é desistir”

 

Geovane supera fase difícil e hoje vive seu melhor momento. Foto Kalani Brulher

 

Atualmente, o surfista tem o apoio das marcas Pânico Surf, Trashboardshop, Sharpeye Brasil, Trópico Açaí e Hotel Porto Eixo.

Estamos na torcida!

Nota: agradecimento especial a Cleiton Félix, que intermediou a entrevista e é um dos amigos que apoiou Geovane durante a fase em que o talento pensou em jogar tudo para o alto!