Premiação anual e mais prestigiada do surfe mundial, a WSL Awards, ocorreu no último domingo (31) em Coolangatta, Austrália, e foi marcada por discurso a respeito de um dos maiores tabus do surfe

Além de premiar inúmeras personalidades como Gabriel Medina e Stephanie Gilmore, a noite de gala teve a havaiana Keala Kennelly, discursou sobre homossexualidade no surfe profissional, entre outros assuntos.

Confira parte do discurso da atleta

“Quanto de vocês já sabiam, aos sete anos de idade, o que gostariam de ser quando crescessem? Eu sabia. Queria ser campeã mundial.


E aos 25 anos parecia que o sonho iria se tornar realidade. Mas nos últimos momentos vi a vitória escorrer entre meus dedos e terminei como número dois do mundo. Fiquei devastada. Estava destruída porque era como se minha vida tivesse terminado.


Hoje o que vejo é que aquele não era, definitivamente, meu maior sonho. Eu não estava sonhando grande suficiente.


Afinal, agora faço parte de uma liga de atletas que está literalmente forçando os limites sobre o que o ser humano é capaz, inspirando homens e mulheres com o que fazemos.


Precisei sonhar maior porque aos 25 anos eu estava ‘dentro do armário’, afundada em vergonha, vivendo com medo e eu me odiava por isso. Porque não via possibilidade de ser campeã mundial e gay ao mesmo tempo.


Hoje sou a primeira campeã gay do mundo. E estou orgulhosa do que me tornei. Sou eu, exatamente como sou e não como os outros esperam que eu seja.


Espero com isso inspirar outros atletas que estão sofrendo em silêncio.

Equidade de salários e agradecimentos

Keala finalizou o discurso falando sobre a recente conquista das mulheres ao garantirem salários iguais em premiações nos principais circuitos mundiais da WSL.

A surfista agradeceu a Sophie Goldschmidt, primeira CEO mulher a assumir o cargo e a todas as atletas, que antes de Keala, já lutavam por direitos iguais.

Ao final, um recado

“Sonhe os maiores e mais loucos sonhos, porque você nunca saberá quais deles se tornarão realidade, obrigada”

Assista à fala da atleta

Reprodução YouTube / Surftoday.com