Bem amigos do blogue Origem Surf, a novela envolvendo o bicampeão mundial parece ter chegado ao fim.

por Janaína

A resposta oficial da WSL a tal interferência polêmica de Gabriel Medina em Caio Ibelli, durante bateria do MEO Rip Curl Pro Portugal, tardou, mas chegou

Após 24 horas do fatídico imbróglio, a Liga se pronunciou oficialmente através do Instagram.

Sem a possibilidade de uma “revanche”, com o retorno da bateria, a WSL usou imagens e áudio do locutor local para justificar a decisão do juiz que deu prioridade ao Caio Ibelli.

Mas antes, releia as palavras de Medina:

Gostaria de explicar o que aconteceu na minha bateria.
Eu e Caio pegamos a mesma onda e cada um foi pra um lado. A minha onda foi mais curta e a dele foi mais longa. Tanto que enquanto eu voltava pro outside, ele ainda estava surfando a onda dele. Quando cheguei no fundo, tinha tanta certeza que a prioridade era minha que não olhei pra a placa de prioridade. Pra minha surpresa, quando veio a onda seguinte, acabei indo porque estava seguro que a prioridade era minha. Acabei levando a interferência.
Quando saí da água fui falar com os juízes. Olhamos as imagens abertas, de nós dois voltando remando para o fundo, com um ângulo da câmera aberto. Ficou bem claro que eu cheguei bem antes. E mesmo que eu tivesse chegado junto com ele e tivesse um empate, a prioridade seria minha pela regra. Porque na onda que surfamos juntos antes, o Caio tinha a prioridade 1. Tenho a esperança que a minha bateria seja reavaliada pois ocorreu um erro. ll I am still very hopeful that my heat will be reviewed.

Gabriel Medina no Instagram

Voltando à treta

Quem assistia ao vivo o evento pôde ouvir o locutor do palanque anunciando a prioridade de Caio Ibelli. Conforme mostra o vídeo divulgado pela Liga.

Porém, aos espectadores via internet não é transmitido o áudio da locução de praia. De modo que isso talvez tenha servido para dificultar um pouco o entendimento das coisas?

Não quero com isso justificar o título do post anterior, em que afirmo que Medina fora prejudicado. Porque apesar da resposta da Liga, sigo com a sensação de que Medina chegou antes no outside.

Explico. Na minha visão, quando no vídeo é anunciado que Caio chega ao “fundo”, claramente é possível notar que passa por ele uma ondulação, uma onda. Esse fato dá a percepção de que aquele local em que Ibelli chegara não era ainda o que conhecia até hoje por outside.

Porém, independente de análises, comentários, opiniões e contestações, há uma certeza: Medina ignorou a placa de prioridade. Por isso, errou rude!

Como dito anteriormente neste blogue, quem decide de quem é a vantagem não é o surfista e sim o juiz.

Logo, se a Liga determinou que o juiz não errou, de fato não há razão para que haja uma nova disputa. Fim de papo.

Quantos ‘haters’ você tem?

Gabriel Medina tem 8 milhões de seguidores no Instagram, com isso não há dúvida de que ele é hoje o surfista mais popular dos tempos. Aliás, o surfe é pop! Ah, se é!

Mas, voltando ao que interessa, Caio Ibelli sofreu um massacre, uma verdadeira ofensiva montada, ao que parece, por um exército de odiosos.

Muitos perguntam quando Gabriel irá se pronunciar sobre os ataques que Ibelli vem sofrendo. Já que até agora o único atleta que apoiou Caio foi Jadson André.

Por fim, é importante dizer, já que apesar de óbvio não é, Caio não fez absolutamente nada de errado. Portanto, não merece ser “apedrejado” nas redes como vem sendo.

Mais amor, por favor!

Bjs e boas ondas!

Foto de Capa: WSL / Divulgação / Masurel