Novela ou vida real, nua e crua? A Natureza sendo ela? Óbvio que sim. Afinal, em mar não tem roteiro, com swell não há estrutura narrativa. Por mais que a WSL tente dominar o show, ao final quem dá as cartas nesse tabuleiro é a mágica ondulação oceânica, com sua surpreendente inconstância.

por Janaína Pedroso

Afinal de contas, o evento termina hoje? Sim, tudo indica que sim. Não há mais tempo a perder. A janela de espera está chegando ao fim e a previsão de ondas para amanhã não anima. Isso quer dizer que a final do circuito mundial deve ocorrer hoje. Então, ao final do dia, teremos um campeão para chamar de nosso? Muito provavelmente.

Italo Ferreira, Gabriel Medina ou Kolohe Andino? Sigo em sigilo absoluto sobre minha torcida. Apesar de isso aqui ser um blogue (cheio de opinião), logo não há intenção alguma de manter os pilares do jornalismo tão inabaláveis, vou me manter calada e imparcial (até quando eu aguentar).

Com pipe, sem pipe…As infinitas chamadas da semana?

Questionei seguidores do blogue no Instagram, sobre os sentimentos que rondam essa espera. Já que para mim, apesar de angustiante e frustrante, a inconsistência é algo que admiro e prezo. Se por um lado há certo nervosismo e ansiedade, por outro vejo graça.

Será que teremos isso hoje? Foto AdobeStock.

Mas, será que em algum momento da história a janela, período em que pode ocorrer uma etapa mundial, já foi extrapolada? Não há lembranças…

Ou pior, será que já houve uma final de Pipe deplorável? Com ondas insignificantes e um flat de amargar? Muitas, incontáveis. Aliás, Adriano de Souza foi campeão em uma dessas ocasiões. De acordo com minha breve consulta no grupo de WhatsApp mais especializado do momento, que gerou respostas vindas de verdadeiras Barsas vivas do surfe (não digo isso pela idade, mas pelo grau de conhecimento e tamanho de repertório!!) não foram poucas as etapas em que faltaram tubos…

Por sorte, nenhum desses cenários é aguardado para hoje. A chamada deve ocorrer às 14h, com chance de boas ondas. A previsão aponta para ondulação consistente de 8 a 10 pés e vento terral. Com mais sorte, a bancada estará livre de bancos de areias, possibilitando a formação de tubos profundos, e com eles performances dignas de uma final história em Pipeline?! Veremos.

Pois então, que venha Pipe!

Siga o OrigemSurf no Instagram

https://www.instagram.com/origemsurf_