E lá se vai mais um dia longe do mar. 

Mentiu quem afirmou que o período da quarentena seria inspirador aos que dedicam parte do tempo ao ofício da escrita. Pra mim não está sendo.

por Janaína Pedroso

Um dia volto pra cá. Foto: @PatoVacc.

Mas se há quem esteja colhendo bons e criativos frutos, a partir da ausência de convívio, me ajude, por favor. Busco caminhos para achar a tal inspiração para escrever sobre surfe, não sei onde ela foi parar.

Talvez meu maior problema esteja sendo a distância e falta de contato físico com a água salgada. Barriga colada na parafina, cheiro de maresia, neoprene na pele, descabelada pelas ondas radiantes quebrando sobre minha cabeça.

A capacidade de criar conteúdos originais deve estar escondida nos meandros e profundezas do fundo do mar. É bem provável que esteja guardada, escondida dentro de uma concha de ostra, dessas que pode ou não virar pérola, por certo soterrada debaixo de muita areia. Quem sabe presa a corais afiados e fincados em fundos capazes de criar ondas perfeitas. 

Ondas perfeitas. Eu falei ondas perfeitas? O que são elas? Nem me lembro mais ao certo o que significa deslizar sobre tais formações aquáticas de tamanha energia.

A verdade é que bastaram cento e nove dias sem surfar, pra que eu me sentisse um tanto incapaz de escrever sobre isso.

Vá surfar, então

E toda a polêmica envolvendo a proibição do surfe, que de repente sumiu da pauta? Ao menos aqui, em Ubatuba, ninguém fala mais disso, já que todos, ou quase, voltaram para a água. É, o assunto se desfez, assim como um bom swell de verão. Porém, sigo grávida e, por isso em isolamento social absoluto, exceto para exames de pré-natal e uma ou outra caminhada bem cedinho.

Contudo, não há tempo para lamento. Na mais pura contradição, ando feliz pra burro. A chegada no nosso primeiro filho é fonte de alegria pura, e nem mesmo uma pandemia tem força para ameaçar o que ando sentindo.

Embora já tenha me perguntado (ou ao meu terapeuta) se não havia melhor momento para engravidar. Não.

Assim como não há desculpas para deixar esse espaço esquecido.