O termo ‘fascismo’ entrou mesmo de vez para o dialeto do brasileiro. Em época de tamanha polarização política, fascistas e antifascistas são o novo com ou sem glúten.

por Janaína Pedroso

Brincadeiras estúpidas à parte, já que o assunto é bem grave, o movimento de origem italiana criado por Mussolini, e tão relembrado por Bolsonaro nos últimos tempos, foi parar no surfe!

Isso porque, na onda dos avatares Antifascistas, que pipocaram nas redes nos últimos dias, também estavam lá eles: os surfistas antifascistas!

Confesso que foi com enorme satisfação que encontrei o autor da arte, e que também é responsável pelo perfil em rede social de mesmo nome: @antifasurf

O cineasta Lucas Bonini, 33 anos, que também fez uma animação especial para o blogue (obrigada!), revela sua opinião sobre a enorme quantidade de eleitores de Bolsonaro no universo salgado, em especial na sua região, o estado do Espírito Santo.

“Sou do Espírito Santo, o estado mais evangélico e feminicida do Brasil. Não é coincidência também terem votado em massa no Bolsonaro. O surfe por aqui é muitas vezes associado às tendências de moda elitista. Então parte dos interessados na prática esportiva por aqui tem essa origem, foram criados por uma elite dominante. Por isso, acredito que não seja apenas o fato de flutuarem em uma superfície revestida de resina, que os tornam dispostos a avaliar a forma como vivem em sociedade”

Lucas Bonini, surfista, cineasta e antifascista

Se de um lado tem surfista profissional promovendo fascista, de outro parece haver uma simbólica e seleta legião de esportistas comprometidos com valores democráticos. Outro assunto que não sai da pauta, a tal da Democracia.

Pimenta no olho do outro…

Mas engraçado mesmo foi ver recentemente, certos surfistas apoiadores de Bolsonaro reclamando da falta de liberdade, à medida que estavam impedidos de surfar devido à necessidade de conter uma pandemia.

E bem triste mesmo, ou cômico quem sabe (dependendo do seu grau de sarcasmo), foi assistir alguns bolsonaristas reclamando de truculência policial contra a classe surfística.

Em resumo, ao que parece, é que respeito às regras, ordem, tradição e blá blá blá, só quando lhes convém mesmo.

Confira a animação criada por Lucas Bonini para o Origem Surf