‘A fotografia é meu passaporte’, diz fotógrafa em viagem às Maldivas

Em entrevista ao blog Origem Surf, a fotógrafa Ana Catarina fala como foi fotografar nas Maldivas pela primeira vez, quando largou a carreira estável no funcionalismo público e como o surfe ainda transforma sua vida

por Janaína Pedroso

Ana Catarina Rocha Teles, 38, é fotógrafa de surfe. No currículo da carioca há uma assistência para o renomado Sebastian Rojas e muitas, muitas fotos na bagagem. Especializada em fotos para mulheres e surfe de performance, Ana esteve nas Maldivas há algumas semanas acompanhada de um verdadeiro elenco. Com ela estavam Maya Gabeira, Caio Vaz, Michael Rodrigues, Aline Adisaka e as atrizes Danni Suzuki e Isabella Santoni. Entre outros surfistas, fotógrafos e videomakers.

Aline Adisaka por Ana Catarina.

A primeira vez nas Maldivas

Esse ano passei dois meses em Nazaré e em seguida fiquei um mês na Polinésia, embarcada num veleiro. Tanto Polinésia, quando nas Maldivas eram destinos super distantes pra mim e nunca imaginei que fosse conhecer. Foram ambos convites de última hora, que me surpreendeu bastante.

Via fotos das Maldivas, das ondas perfeitas, mas não era um lugar que eu almejava, por conta do alto custo. Lembro de ver fotos da Claudinha (Gonçalves), da Marina (Werneck) e pensava: deve ser o paraíso…

Então soube que viria com apenas uma semana de antecedência. Lembro da Claudinha falando que eu veria a direita mais perfeita da minha vida! Foi realmente o mar mais perfeito que eu já vi.

A profissão fotógrafa de surfe

Trabalho fotografando o surfe desde 2013. Eu era funcionária pública, trabalhava numa empresa do grupo da Eletrobrás. Desde o começo, sempre tive uma pegada de fotografar mulheres e surfe de performance. Quando fiquei muito amiga do Caio e Ian Vaz minha fotografia melhorou bastante.

Finalmente em 2018 pedi demissão e decidi dedicar-me integralmente à fotografia. Porque entrei numa demanda grande de trabalho e não estava mais conseguindo conciliar. Então, arrisquei e decidi viver meu sonho mesmo.

A fotografia é meu passaporte. é meu ticket pra conhecer histórias, pessoas, fazer conexões.

Costumo dizer que a fotografia também guia minha vida social, porque tenho grandes amigos do surfe, além de colegas de profissão.

A melhor parte é me inspirar em ídolos e que hoje se transformaram em grandes amigos, pessoas que caminham lado a lado comigo.

Sou muito apaixonada pelo que faço! Quando acho que a fotografia não pode mais me surpreender, me vem um convite desses: conhecer as Maldivas no meio de uma pandemia!

Maya Gabeira.
Michael Rodrigues.
Daniel Adisaka.

Autor: origemsurf

Compartilhe esse Post

5 Comentários

  1. A Ana manda muito bem! Excelente fotógrafa! Parabéns pela matéria!

    Poste um comentário
  2. Parabéns pela linda matéria! Conheci o trabalho da Ana Catarina por seguir e ver as fotos dos irmãos Vaz. Fico impressionada de como os sentimentos que ela tem no momento da foto, conseguem ser transmitido real quando vemos suas fotografias. Mto bom!

    Poste um comentário
    • Uma pessoa incrível de um trabalho mais incrível ainda. Parabéns a todos pela matéria.

      Poste um comentário

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *