Primeiro dia do Tweed Pro é marcado por protesto em nome das vidas negras

Estrela do surfe mundial, Tyler Wright rouba a cena ao protestar em favor das vidas negras. Com a frase “Black Lives Matter” estampada em sua prancha, a atleta aproveitou minutos antes da bateria para ficar de joelhos na areia e, com os punhos cerrados e braços erguidos, permanecer assim por alguns minutos.

por Janaína Pedroso

Duas vezes campeã do mundo, Tyler fica de joelhos em protesto a favor das vidas pretas. Foto: WSL / Dunbar

A bicampeã mundial manifestou-se em sua rede com a seguinte mensagem:

“Antes de ser uma atleta, sou um ser humano. Então, hoje, antes da minha bateria, estarei me ajoelhando em solidariedade ao Black Lives Matter. Estes são tempos de divisão e estou longe de ser perfeita, mas acredito profundamente na busca por justiça racial e igualdade para todos. Eu entendo que sou privilegiada por ser branca e ter esta plataforma dentro da comunidade do surfe significa que eu tenho a escolha de dizer algo e fazer algo… e que muitos não têm essa oportunidade. Preciso dizer mais e fazer mais com meu espaço e estou comprometida a desafiar e mudar os sistemas, que continuam a discriminar e oprimir pessoas de diferentes origens ”.

Bravo, Tyler!!

Depois de manfistar seu apoio, Tyler ainda surfou lindamente e avançou para as quartas.

Os ganhadores, um homem e uma mulher, poderão escolher o destino da doação da premiação do evento no valor de 20 mil dólares australianos cada.

Australianos exibem pinturas aborígenes durante o Tweed Pro. Foto WSL / Dunbar.

Autor: origemsurf

Compartilhe esse Post

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *