‘Não quero que seja triste, mas que a decisão seja de celebração’, diz Adriano de Souza ao anunciar aposentadoria

Adriano de Souza, campeão mundial de surfe, anuncia que vai se aposentar da carreira de surfista de competição. Ano que vem deve ser seu último ano como participante das etapas do circuito mundial

por Janaína Pedroso

Em coletiva de imprensa via Zoom, o surfista falou sobre a decisão de se aposentar, como quer que a notícia reverbere, seu legado no esporte e os planos para a nova fase.

Adriano de Souza em Floripa. Foto Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool.

Adriano deixou claro que vai permanecer ativo no universo do surfe ainda por mais três anos no mínimo, mas que deixa de lado o peso das competições.

Sobre do que vai sentir mais falta, Mineiro garante que será o pós etapa. “Aquele momento depois da competição, com todo mundo relaxado, fazendo festa”.

Ao colocar a lycra sempre tive a responsabilidade de alcançar bons resultados, porque sou um campeão mundial. Por outro lado, sempre quis fazer algumas coisas que sinto vontade há anos, como participar de um campeonato especial sem tanta pressão ou fazer uma viagem de surfe entre amigos. Acredito que, a partir de 2021, esse ‘peso’ de precisar alcançar uma boa performance sairá das minhas costas, e conseguirei realizar coisas que tanto desejo.

Adriano De Souza

O surfista está confirmado para o evento da WSl ‘Onda do Bem’, de local não divulgado, e está feliz com o convite e deve surfar para ganhar, apesar de ser um evento celebrativo.

Sobre quem ele acredita que será a nova estrela do surfe mundial, Adriano fez o #sincerão e disparou que isso será a mídia que vai decidir.

Quando perguntado sobre o que ele diria para o Mineiro iniciante, Adriano afirmou que frequentaria mais o Havaí. “Tiraria mais proveito de lá”. Lembrando que o surfista sagrou-se campeão mundial de surfe após passar uma longa temporada na casa de Jamie O’Brien, de frente para o pico, em Pipeline.

Certamente vai deixar saudade!

Obrigada, Mineiro

Adriano De Souza no US Open of Surfing, em Huntington Beach, CA. Pat Nolan / Red Bull Content Pool.

Principais conquistas:

2006Estreia do atleta no World Men’s Championship Tour:3º lugar: Quiksilver Pro (Queensland, Austrália) 

2007World Men’s Championship Tour:5º lugar: Billabong Pro JBay (Eastern Cape, África do Sul) 

2008World Men’s Championship Tour:3º lugar: Globe Pro Fiji (Tavarua, Fiji)3º lugar: Quiksilver Pro France (Landes, França) 

2009 World Men’s Championship Tour:2º lugar: Quiksilver Pro Gold Coast (Queensland, Austrália)2º lugar: Hang Loose Santa Catarina Pro (Santa Catarina, Brasil)1º lugar: Billabong Pro Mundaka (País Basco, Espanha) 

2011 World Men’s Championship Tour:1º lugar: Billabong Rio Pro (Rio de Janeiro, Brasil)1º lugar: Rip Curl Pro Portugal (Peniche, Portugal) 

2012 1º lugar: ASP 6-Star Billabong Pro Jeffreys Bay (África do Sul) World Men’s Championship Tour:2º lugar: Quiksilver Pro Gold Coast (Queensland, Austrália)3º lugar: Hurley Pro Trestles (San Clemente, Califórnia)3º lugar: Rip Curl Pro Portugal (Peniche, Portugal) 

2013 World Men’s Championship Tour:1º lugar: Rip Curl Pro Bells Beach (Victoria, Austrália) *Adriano foi o primeiro brasileiro a vencer essa etapa.2º lugar: Billabong Rio Pro (Rio de Janeiro, Brasil) 

2014 1º lugar: Hurley Australian Open of Surfing Champion (Sydney, Austrália) World Men’s Championship Tour:3º lugar: Quiksilver Pro Gold Coast (Queensland, Austrália) 

2015 1º lugar: World Men’s Championship Tour | WSLQuiksilver Pro Gold Coast (Coolangatta, Austrália) – 3º lugarRip Curl Pro Bells Beach (Victoria, Austrália) – 2º lugarDrug Aware Margaret River Pro (Margaret River, Austrália) – 1º lugarHurley Pro at Trestles (Califórnia, EUA) – 2º lugarQuiksilver Pro France (Landes, Gasconha, França) –  3º lugarBillabong Pipe Masters (Hawaii, EUA)  – 1º lugar 

2016 World Men’s Championship Tour:3º lugar: Oi Rio Pro (Rio de Janeiro, Brasil) 

2017 World Men’s Championship Tour:1º lugar: Oi Rio Pro (Rio de Janeiro, Brasil)  

2018 World Men’s Championship Tour:5º lugar: Quiksilver Pro France (Soorts-Hossegor, França) 2019 World Men’s Championship Tour:5º lugar: Tahiti Pro Teahupo’o (Polinésia Francesa) 

Autor: origemsurf

Compartilhe esse Post

1 Comment

  1. Espero que trabalhe muito pela renovação e descoberta de novos ídolos e competidores. E que passe a todos o que é um ídolo de verdade e que saiba o que significa respeitar as leis intrìnsicas do esporte. Merece todos os parabéns Mineirinho.

    Poste um comentário

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *