Corinthians estreia no surfe com realização de evento em Ubatuba

O Clube, que já patrocinou o campeão mundial Adriano de Souza em 2012, agora estreia como realizador de campeonato de surfe. O evento, ocorrido no último final de semana, em Itamambuca, Ubatuba, consagrou Yanca Costa e Wiggolly Dantas

Surf Treino Itamambuca visto de cima. Foto NOCLICKCERTO.

por Janaína Pedroso

Apresentado também pela família Dantas, o Surf Treino Itamambuca reuniu atletas de diversas regiões, e alto nível competitivo, com estrutura que envolveu equipe médica e testagem para diagnóstico de Covid-19, entre outras medidas de precaução. 

 “Só era liberado para competir, depois de apresentar o resultado do exame de sangue. Tivemos essa preocupação com os competidores e foi uma forma de conscientização. Todo mundo usando máscara, cabine de álcool em gel também para o público”, afirmou Eliane Dantas, organizadora.

O campeonato teve a presença de Edna Murad, vice-presidente do Corinthians. Para Eliane Dantas, que organizou o evento junto com seu filho mais velho, Wellington Carane, é o início de uma parceria de sucesso.

“Foi espetacular, com as 120 vagas preenchidas. A vice-presidente do Corinthians, Edna Murad, acompanhou tudo nos dois dias e interagindo com todos, distribuição de brindes e mesa de frutas. Foi um início de sucesso”, disse Eliane.

O Sport Club Corinthians Paulista engloba mais de quarenta modalidades, entre elas Skate, Bocha, MMA e até Xadrez.

Se é para fazer evento que seja assim!

Bem diferente do que aconteceu há alguns dias, na mesma praia, o evento organizado pelo Corinthians e família Dantas parece cumprir exatamente com a função, à medida que coloca atletas de volta pra água, para competirem. Desse modo voltar ao trabalho, após meses sem eventos de surfe.

Com testes, equipe médica e uso de máscaras, o saldo não poderia ser mais positivo!

Pódio feminino com Yanca Costa, Nairê Marquez, Açucena Vaz e Mariana Areno. Foto NOCLICKCERTO.

Foi muito bom voltar a competir em Itamambuca. Já estava ansiosa pra voltar a competir e sendo aqui foi melhor ainda. Amo essa onda e estar aqui é uma vibe muito boa.

Yanca Costa, surfista profissional
Yanca Costa vence Surf Treino Itamambuca. Foto Thiara Mandelli.

Quando entrevistei Yanca Costa pela primeira vez, em 2016, ela me contou um desejo curioso: ser seis vezes campeã mundial. “Quero ganhar mais que a Steph (Stephanie Gilmore)”, brincou ela na época.

Hoje, quatro anos mais tarde, o desejo da surfista é outro: “minha meta é entrar no CT e ser campeã brasileira”, conta Yanca.

Nairê Marquez, vice-campeã. Foto NOCLICKCERTO.

Premiação desigual

Para os homens, o evento premiou com uma moto seminova e mil reais ao primeiro colocado. Já para as mulheres, mil reias em dinheiro e um skate elétrico.

“Pois é, mas só de estar de volta e ter uma premiação boa eu fiquei muito feliz. Podia ser a moto também, kkkk, mas tudo bem…”, finalizou a atleta.

Guigui vence na categoria principal masculina. Foto NOCLICKCERTO

Autor: origemsurf

Compartilhe esse Post

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *