Surfar significa estar exposta ao sol. Então, como evitar o melasma? É verdade que os vinte e poucos já se foram, mesmo assim sou capaz de ficar mais de três horas na água surfando, tranquilamente.

por Janaína Pedroso

Além do mais, o verão é tempo de marolas ensolaradas, um prato cheio para estender a queda. Afinal, a disputa por ondas aumenta e as ondas diminuem, em tamanho e oferta. Esse coeficiente negativo acaba, muitas vezes, sendo um prato cheio para dar ruim.

Duplo alerta laranja então: um para conscientizar a surfistada do uso do protetor solar (ahan, homens especialmente ainda desdenham da importância do filtro solar), objetivo do Dezembro Laranja; dois para atenção no geral. Porque além de uma estação sexy e acalorada, o verão também é o número um das roubadas.

Se é para esquentar os miolos que seja de dor de cabeça daquela ressaquinha básica, também típica do verão. Beba com moderação e se beber jamais pegue estrada!

Mas, afinal, surfar dá melasma? Se sim, como evitar? Sim e não. Os melasmas são manchas comuns na pele que aparecem a partir da exposição à luz, seja solar ou artificial. Há graus diferentes de melasmas, mais severos e outros nem tanto, e essas manchas também estão associadas a fatores genéticos e hormonais. 

Em entrevista à Folha, o dermatologista Paulo Ricardo Criado, médico da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), lembra qual a medida indispensável para evitar o melasma. “A ‘pedra fundamental’ é a proteção solar adequada”.

Sim, o melasma pode aparecer com o surfe

Especialmente no caso de mulheres, mas em homens também, já que esse grupo é o que menos se cuida com relação à proteção solar e uso de filtro.

Não, se você não tiver predisposição genética, nem hormonal e se cuidar usando filtros solares adequados.

5 protetores ideais para evitar o melasma e prevenir o agravamento das manchas

Da Austrália para o Brasil

Com linha de protetores e bronzeadores, a Australian Gold deixou de ser sinônimo de marca gringa de bronzeador. Hoje, do grupo Boticário, a marca mostra estar conectada com tendências que devem ditar os parâmetros da cosmética do futuro. 

Sem teste em animais, livre de parabenos e seguro para os corais, oferece diferentes fatores de proteção em linha que inclui filtros para rosto e corpo, com ou sem cor. 

Para proteger a hiperpigmentação, e evitar manchas decorrentes do meu melasma, apostei na opção com cor, fator 60 FPS. 

Já sobre a despigmentação dos corais, Andrezza Canavez, especialista em toxicologia humana e ambiental de Q&P (Qualidade e Performance de Produtos no Grupo Boticário), explica que há um teste, realizado em laboratório na França, com a formulação final e não matéria prima, que garante segurança para corais.

Eventualmente falaremos do embranquecimento dos corais, mas por ora aconselho documentário disponível na Netflix.

Protetor facial Australian Gold. Divulgação.

Naturalmente Bhava

Criada por Priscila Borges e Leandro Barbosa, a Bhava Biocosméticos Livre surge para democratizar a cosmética natural. Em 2015, em um momento de transição de vida, quando o casal deixava São Paulo rumo a uma comunidade ecológica, com dois filhos pequenos, nasce Bhava.

O senso de comunidade os guiou então para fora da capital, dando-lhes a oportunidade de criar biocosméticos. 

Porém, a força motriz veio de uma necessidade, na verdade. Após perder a mãe contra um câncer de mama, Pri estava determinada em criar um desodorante natural e potente.

“Já há comprovações sobre males à saúde que certos produtos causam, como o alumínio e o triclosan, presentes especialmente em desodorantes. Inclusive, na nossa família houve recomendação médica para que não usássemos mais desodorantes químicos”, diz Pri Borges.

Particularmente tenho uma história muito boa sobre como conheci os desodorantes Bhava, mas deixamos para outra hora.

No momento em que falamos de proteção solar, é indicado que você conheça o SOLAR, lançamento da Bhava. Um protetor solar em barra, de 70g, que dispensa embalagem plástica, com formulação natural, e que chega a render mais de quatro embalagens plásticas (200ml).

Com FPS 50, o SOLAR da Bhava é ideal para praticar esportes, especialmente os aquáticos, sendo resistente à água e ao suor e não escorre nos olhos. Sua formulação inclui óleo de buriti e café verde, óxido de zinco e dióxido de titânio. Boa pedida para evitar o melasma então.

Ao usar o SOLAR, percebi uma cobertura total, aroma natural suave, toque macio na pele. Uma vantagem que notei com esse protetor solar foi dispensar o uso de demaquilante para retirar totalmente o produto. Um sabonete vegetal removeu perfeitamente os resquícios do protetor solar que restavam no meu rosto. Afinal, tão importante quando passar o protetor é retirá-lo adequadamente. 

Também me senti segura e tranquila para aplicar no rostinho do meu filho, de um ano e cinco meses. Antônio até achou graça ao receber o protetor em barra, diferente do líquido, que toda vez é um parto para espalhar sem ter que aturar o choro.

Solar da Bhava. Divulgação.

BLU: uma doce surpresa!

Nem só de polêmicas vive o instagram, não é mesmo? Eu passeava por hashtags estratégicas, quando conheci BLU. Ao fazer contato com a marca, descobri que sua origem vem de Salvador! Ô Bahia amada! É de lá que vêm esses bastõezinhos azuis cheios de proteção solar. 

A marca possui dois produtos, o BLU BIOCHRONOS com FPS 26, incolor, para áreas do corpo, rosto e lábios (adorei isso!). É vegano e protege contra raios solares, luz azul e poluição. Na formulação possui filtros químicos nobres que atuam também contra radicais livres, sendo assim um dermocosmético.

Já o bastão com cor, o BLU 360 PRO, possui FPS 50, efeito mate e cobertura total. Muito indicado para proteger rosto e áreas com tatuagens e manchas, como o melasma por exemplo. Com filtros químicos e físicos, o protetor tem um efeito seco que garante conforto na aplicação e alta resistência. 

“As fórmulas biodegradáveis do Blu Biochronos e do Blu 360PRO passaram em todos os testes dermatológicos, de performance e conforto, feitos em humanos voluntários, com alto grau de satisfação”, diz Carine Aprile, diretora de comunicação da Blu.

Surfar com BLU foi realmente impressionante, à medida que, após aplicado no rosto, o protetor permaneceu intacto mesmo depois de duas horas na água. Por isso, a recomendação para esportistas pode ser feita de olhos fechados! Se você também sofre com o melasma, Blu vai te ajudar a evitar o agravamento, certamente.

Dupla da BLU. Divulgação.

Protetor com jeito de base 

Essa foi minha aposta inicial para esse verão. A linha em bastão da Dermage oferece FPS 99 e isso chamou minha atenção. 

Apesar de já ter ouvido que a partir de determinado fator, 30 se não me engano, é tudo la memê choce. 

Enfim, apesar de ter errado na compra, já que adquiri o Nude, e minha tonalidade é definitivamente o Médio, gostei muito do efeito após a aplicação. O toque sedoso descrito na embalagem realmente faz jus! E surfei com ele, achei que segurou legal o tranco! 

Aliás, para quem procura um protetor que funcione como base, possivelmente este está entre as melhores opções. 

A cor do verão: Soul Sun

Também foi através do smartphone e redes sociais que conheci Soul Sun. O protetor em bastão da marca oferece proteção 30, em duas tonalidades: bronze e nude. 

Com toque seco, hipoalérgico, vegano e resistente à água e ao suor, o Soul Sun nasceu da experiência do fundador e surfista Vitor Barbeiro, durante vivências na Austrália e Indonésia. 

“Percebi que os surfistas curtiam protetores naturais e usavam durante viagens internacionais de surfe. Então por que não oferecer aos brasileiros uma opção boa de protetor”, conta. 

Após pesquisas e testes nasceu Soul Sun. “No começo foi difícil acertar a fórmula, mas foi em uma viagem aos Estados Unidos que peguei referências e consegui melhorar nosso produto e torná-lo multifuncional”, explica.

Soul Sun, cor Bronze; divulgação.

Todos testados e aprovados!

Então, para esse verão, muita paciência e protetor solar! 

Finalmente, com as manchas do melasma controladas, espero no inverno dar um jeito nelas com tratamentos adequados. 

No mais, é prancha no pé, aproveitar as marolas, rezar para não dar uns flat´s bravos e torcer para os incríveis e inesquecíveis swells de verão!

bjs feliz Natal e boas ondas 🙂

Foto Unplash.